Cultura

Morre Rosamunde Pilcher, autora de ‘Os Catadores de Conchas’

A escritora britânica Rosamunde Pilcher, cuja saga familiar Os Catadores de Conchas vendeu milhares de exemplares ao redor do mundo, morreu aos 94 anos.

A agência literária de Pilcher, Felicity Bryan Associates, disse que ela morreu durante à noite, em um hospital de Dundee, na Escócia, depois de uma breve doença. O filho da autora, Robin Pilcher, contou ao Guardian que sua mãe teve um derrame no domingo, seguido de uma crise de bronquite.

Criada na costa sudeste da Inglaterra, na Cornualha, cenário de muitos dos seus livros, Rosamunde Pilcher começou sua carreira literária nos anos 1940, escrevendo romances femininos para a editora Mills & Boon com o pseudônimo de Jane Fraser.

O primeiro romance assinado com seu próprio nome, A Secret to Tell, foi publicado em 1955. Seu primeiro best-seller internacional foi Os Catadores de Conchas, publicado em 1988, quando ela tinha 63 anos. O livro Os Catadores de Conchas conta a história de três gerações de uma família boêmia.

O romance, no qual uma mulher descobre que uma pintura deixada a ela por seu pai vale uma fortuna, foi adaptado para a televisão duas vezes – em 1989, com Angela Lansbury, e em 2006, com Vanessa Redgrave.

Entre seus outros romances estão Setembro, Solstício de Inverno, A Casa Vazia e O Regresso.

Em 2002, Rosamunde Pilcher se tornou oficial do Império Britânico pela rainha Elizabeth II por seus serviços em favor da literatura.

Pilcher foi popular especialmente na Alemanha e todos os anos milhares de turistas daquele país visitam a região retratada por Pilcher em seus livros.

Seu marido, Graham Pilcher, morreu em 2009. Ela deixa dois filhos e duas filhas. (AP)