Geral

Morre piloto de helicóptero da Força Nacional que caiu no Pantanal em MT

Crédito: Arquivo pessoal

O piloto da Força Nacional Renato de Oliveira Souza, de 55 anos, morreu na madrugada desta terça-feira (27). Ele foi internado no último dia 8 após a queda de um helicóptero na região de Porto Jofre, em Poconé (MT). A aeronave fazia parte da Operação Pantanal II, com objetivo de combate às queimadas na região.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), no último dia 21, Renato recebeu alta médica e foi transferido em UTI Aérea para o Rio de Janeiro (RJ) para continuar o tratamento perto da família.

Na segunda-feira (26), ele teve um quadro de falta de ar súbito, foi socorrido por uma ambulância, mas não resistiu. A suspeita, segundo a família, é de tromboembolismo pulmonar.

“O Renato dedicou boa parte de sua vida na defesa da vida, e não foi diferente nesta última missão. Externamos nosso máximo respeito e admiração e nossos sentimentos aos familiares e amigos”, lamentou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Renato de Oliveira Souza era agente especial da Polícia Civil do Distrito Federal e fazia parte da equipe da Força Nacional desde maio de 2016.

No dia do acidente, ele estava com mais dois integrantes da Força Nacional: o copiloto Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro (RJ), e o 2° sargento PM Emerson Miranda Martins, também da corporação no RJ. Eles também foram socorridos com vida e estão internados.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel