Cultura

Morre o cineasta Juan Carlos Tabío

O cineasta cubano Juan Carlos Tabío, um dos diretores do filme Morango e Chocolate, que relata o drama vivido pelos homossexuais durante a Revolução Cubana, morreu na segunda-feira, 18, aos 77 anos, em Havana. O anúncio foi feito pelo Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficos, o ICAIC, sem especificar a causa da morte.

Morango e Chocolate concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 1995, e Tabío foi codiretor ao lado de Tomás Gutiérrez Alea, um dos grandes cineastas cubanos. Trabalharam juntos também em Guantanamera (1995). Outro importante diretor, Enrique Pineda Barnet, de A Bela de Alhambra, morreu na terça, 12, aos 87 anos, também em Havana.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica