Cultura

Morre no Rio cenógrafo Hélio Eichbauer aos 76 anos

Crédito: Reprodução

O cenógrafo Hélio Eichbauer morreu neste sábado, 21, aos 76 anos, no Rio de Janeiro, vítima de um enfarte.

O criador da visualidade de O Rei da Vela, de 1967, tem reconhecida contribuição na arte brasileira e na parceria com artistas como Glauber Rocha, Zé Celso, Caetano Veloso e Chico Buarque.

Medalha de ouro na Quadrienal de Praga, o maior evento da cenografia mundial, e pupilo do checo Josef Svoboda, Eichbauer deixou o curso de filosofia na Faculdade Nacional e embarcou para a então Checoslováquia para estudar cenografia no ateliê do novo mestre.

Por quatro anos construiu maquetes, fez exercícios de composição gráfica, desenho e escultura, criou repertório até estrear profissionalmente e passar por França, Itália e Alemanha, no Berliner Ensemble, de Brecht, e voltar ao Brasil para consolidar sua carreira no teatro, cinema e música.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?