Cultura

Morre mexicano Celso Piña, músico que fez García Márquez dançar

Morre mexicano Celso Piña, músico que fez García Márquez dançar

Falecido músico mexicano Celso Piña, durante show na Cidade do México, em 29 de abril de 2005 - AFP/Arquivos

O músico mexicano Celso Piña, que fez até Gabriel García Márquez dançar ao som dos ritmos colombianos do seu acordeão, morreu nesta quarta-feira vítima de um infarto em sua cidade natal de Monterrey (norte do México), informaram familiares.

Piña, de 66 anos, “O rebelde do acordeão”, levou ao norte de México ritmos tropicais como a cumbia e o “vallenato”, que tocava acompanhado de seu grupo, a Ronda Bogotá.

“O céu já está em festa”, escreveu sua filha Cecilia Piña no Facebook ao anunciar a morte do pai.

Cinco horas antes de morrer, o músico postou no Twitter um vídeo de “Cumbia Sobre el Río Suena”, sua música mais escutada, acompanhado do grupo de hip hop mexicano Control Machete.

“Não tem quem resista à cumbia”, escreveu.

Em 2004, em uma festa na fundação Novo Jornalismo de García Márquez, Piña tocou a “Cumbia Sampuesana”, do colombiano José Joaquín Bettín Martínez, o que levou o Nobel de Literatura a dançar com sua mulher, Mercedes.