O Dia

Morre João Miguel, de 2 anos, que teve dinheiro do tratamento desviado pelo pai

João Miguel lutava contra a atrofia muscular espinhal

Crédito: Reprodução

Matheus Henrique está preso (Crédito: Reprodução)

Belo Horizonte – O pequeno João Miguel de dois anos, que lutava contra uma doença degenerativa grave, morreu na quinta-feira em Belo Horizonte. O menino de Conselheiro Lafaiete lutava contra a atrofia muscular espinhal (AME).

O caso de João Miguel ficou conhecido depois que o pai, Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, foi preso na Bahia em julho deste ano por desviar o dinheiro arrecadado para custear o tratamento do filho. Cada dose de remédio que a criança precisava tomar custava cerca de R$ 365 mil.

 

Galeria de Fotos


João Miguel de dois anos

Reprodução


João Miguel de dois anos

Reprodução


Mateus Henrique Leroy Alves está preso, suspeito de desviar dinheiro de tratamento do filho de dois anos

Beatriz Perez Freire da Silva

 

O pai de João teria desviado cerca de R$ 600 mil dos cerca de R$ 1 milhão arrecadados em quase um ano. Ele foi denunciado pela mãe da criança. Uma reportagem do Fantástico revelou que Mateus, segundo gravações telefônicas gravadas pela polícia, também pode estar envolvido em um esquema de agenciamento de garotas de programa.

O delegado responsável pelo caso disse que Mateus levava uma “vida boa”.  Ele foi denunciado por estelionato e abandono material do filho.