Mundo

Morre enfermeiro de hospital onde sacos são usados para proteção do coronavírus

Crédito: Reprodução/ Facebook

O enfermeiro Kious Kelly, de 48 anos, morreu nesta terça-feira (24), em Nova York, nos Estados Unidos. Ele havia testado positivo para o novo coronavírus. Segundo os funcionários do hospital Mount Sinai West, faltam equipamentos básicos de segurança no local e eles estão usando sacos de lixo para tentar se proteger em meio à pandemia. As informações são do jornal New York Post.

O enfermeiro foi internado com covid-19 no último dia 17. “Kious não merecia isso. O hospital deveria ser responsabilizado. O hospital o matou”, disse uma enfermeira ao New York Post.

Colegas descreveram Kious como uma pessoa que sempre estava disposta a ajudar as demais “especialmente neste surto de coronavírus”.

De acordo com os funcionários, a situação dos equipamentos de proteção ficou “crítica” quando o hospital começou a receber pacientes infectado como novo coronavírus. Com a falta de equipamentos de proteção, eles improvisaram sacos de lixo para impedir a propagação do vírus.

Ao New York Post, Marya Sherron, irmã mais nova de Kelly, afirmou que Kious tinha asma grave, mas era saudável. “Estamos devastados”, afirmou. Procurado pelo jornal, um porta-voz do hospital negou veementemente a falta de equipamento adequado e a alegação de que não estavam protegendo os funcionários.