Brasil

Moraes comemora arquivamento CPI da Lava Toga

O ministro do Supremo Federal (STF) Alexandre de Moraes celebrou o arquivamento na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado do pedido da CPI da “Lava Toga”, que pretendia investigar suposto “ativismo judicial” em tribunais superiores.

Moraes comemorou que a CCJ do Senado entendeu anteontem que não havia motivos para a CPI e manteve a independência da Corte.

“Não é possível uma comissão parlamentar que pretenda, por exemplo, como estava no recurso, analisar como se dá a produção do gabinete para levar ao voto do ministro. Era querer afetar a independência do Judiciário”, afirmou o ministro do STF.

Moraes defendeu ainda que a Constituição não autoriza CPIs sobre outros poderes como um todo.