Geral

Moradores no Peru estão matando morcegos por medo do coronavírus

Crédito: AFP/Arquivos

As autoridade do Peru informaram que algumas pessoas tem matado morcegos para controlar a pandemia do novo coronavírus. Os cidadãos estariam preocupados com a possibilidade do animal transmitir a doença, já que alguns especialistas apontam que o vírus que atinge outras espécies animais tenha sofrido uma mutação.

Além do morcego, pangolins e cobras estão na lista de animais suspeitos de ser o hospedeiro original do Sars-CoV-2. As espécies são habitualmente consumidas em Wuhan, na China, onde a doença surgiu.

As autoridades peruanas alertam, no entanto, que o vírus que afeta os humanos é uma mutação do que atingia os animais, ou seja, outras espécies provavelmente não são vetores da doença. “Não devemos distorcer a situação devido à pandemia. Os morcegos não são nossos inimigos”, disse o Serviço Nacional de Florestas e Fauna Silvestre (Serfor) do Peru em comunicado.

De acordo com o Serfor mais de 200 morcegos já foram removidos de regiões onde estavam expostos aos humanos e transferidos para uma caverna.

Os especialistas destacaram ainda a importância dessa espécie para os seres humanos. “Setenta por cento das espécies no mundo se alimentam de insetos, muitos dos quais são prejudiciais à agricultura e à nossa saúde, como mosquitos que espalham a dengue e outras doenças”, afirmam as autoridades.