Cultura

Moradores de rua viram guias turísticos na Croácia

ZAGREB, 12 SET (ANSA) – Quem conhece melhor as vias de uma cidade, seus segredos e suas esquinas mais escondidas do que um morador de rua? Em Zagreb, capital da Croácia, vivem cerca de 1,5 mil sem-teto, e muitos se tornaram guias turísticos graças à iniciativa de uma organização humanitária e de uma agência de viagens.   

O tour alternativo “Zagreb Invisível” conduz os visitantes pelo centro da cidade, passando pela estação ferroviária e por mercados e parques a céu aberto. Esse tipo de passeio oferece aos turistas uma perspectiva diferente da vida em uma metrópole.   

Uma das opções, por exemplo, é começar o tour no parque Tomislav, um jardim belíssimo e público ideal para quem busca paz e serenidade. Mas, para os moradores de rua, o local pode ser um verdadeiro pesadelo, já que eles correm o risco de ser presos pelos numerosos policiais que patrulham no local.   

O passeio foi criado por um ex-sem-teto chamado Mile Mrvalj.   

Originário de Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina, e formado em história da arte, ele tinha uma galeria de esculturas e quadros.   

Entretanto, as dívidas o obrigaram a fechar o negócio e a viver nas ruas por três anos e meio.   

O tour “Zagreb Invisível” é gratuito, mas eventuais doações servirão de ajuda a quem ainda não possui um teto. (ANSA)