Esportes

Monterrey vence Al-Sadd (3-2) e enfrentará o Liverpool no Mundial de Clubes

O Monterrey, do México, se classificou neste sábado para as semifinais do Mundial de Clubes no Catar, ao derrotar por 3 a 2 o anfitrião Al-Sadd em Doha, e vai disputar com o Liverpool a vaga na final.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Os mexicanos se mostraram superiores ao campeão do Catar, time que é dirigido por Xavi Hernández e abriram o placar com um golaço do argentino Leonel Vangioni (23). Os outros foram marcados pelo compatriota Rogelio Funes Mori (45+1) e por Carlos Rodríguez (77). Já os dois gols do Al-Sadd foram feitos pelo atacante argelino Baghdad Bounedjah, de cabeça (66), e Abdelkarim Hassan no final da partida (89).

O time comandado pelo técnico argentino Antonio Mohamed enfrentará os poderosos ‘Reds’ de Jurgen Klopp em busca de uma vitória que fará com que sejam a primeira equipe mexicana a disputar uma final do Mundial de Clubes, e também o primeiro representante da Concacaf a conseguir a façanha.

Mas para isso o Monterrey terá que mostrar maior solidez defensiva do que a que foi apresentada diante do Al-Sadd, que não soube aproveitar as chances.

O campeão da Concacaf abriu o placar com um disparo de pé esquerdo de Vangioni que bateu na trave antes de ir para o fundo das redes.

Funes Mori aproveitou uma falha do espanhol Gabi e aumentou antes do intervalo.

Mas o Al-Sadd não se entregou e seu atacante, o campeão da África com os ‘Zorros do Deserto’ argelinos Baghdad Bounedjah diminuiu de cabeça.

Faltando bastante tempo para o fim do jogo, o Monterrey preferiu não recuar e após uma grande jogada de Jesús Gallardo, Carlos Rodríguez fuzilou de dentro da área para ampliar mais uma vez.

O Al-Sadd pressionou até o fim e Hassan pareceu se inspirar no gol de Vangioni e diminuiu para 3 a 2 com um gol parecido.

– Al-Hilal vence e enfrenta Flamengo –

Mais cedo, o Al-Hilal da Arábia Saudita, atual campeão da Ásia, derrotou o campeão africano, o Espérance da Tunísia, por 1 a 0 e será o adversário do campeão da Libertadores, o Flamengo, valendo uma vaga na final.

Em uma partida repleta de chances de gol no estádio Jassim Bin Hamad da capital Doha, o gol decisivo foi marcado pelo veterano atacante francês Bafétimbi Gomis, no segundo tempo (73), pouco depois de ter entrado em campo.

O ex-jogador do Lyon encobriu o zagueiro dentro da área com um leve toque e sem deixar a bola cair chutou direto para o fundo das redes.

A equipe comandada pelo técnico romeno Razvan Lucescu estreou assim da melhor maneira em sua primeira participação no Mundial de Clubes.

O time saudita entrou em campo com o meia brasileiro Carlos Eduardo, o meia-atacante peruano André Carrillo e o volante colombiano Gustavo Cuellar no time titular.

A final do Mundial de Clubes será disputada no sábado, dia 21 de dezembro.

bur/iga/dr/aam

Veja também

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Fotos de biquíni de Thaynara OG fazem sucesso e influenciadora revela: “Me sentia reprimida”

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea