Esportes

Mônaco fecha ruas para Charles Leclerc reviver clássico filmado em Paris em 1976

O piloto monegasco Charles Leclerc terá a ruas de Montecarlo só para ele neste domingo, quando pilotará um modelo esportivo da Ferrari pelas ruas do Principado de Mônaco, data em que deveria ocorrer a tradicional corrida local de Fórmula 1, cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus.

O piloto de 22 anos vai protagonizar um vídeo curto que rememora o “C’etait un rendez-vous”, um curta-metragem de 1976 em que um motorista dá uma volta ilícita em alta velocidade pelas ruas de Paris no começo da manhã.

Desta vez, as autoridades monegascas autorizaram o fechamento das ruas da cidade, onde fica o circuito, para carros e pedestres das 6h45 às 9 horas. “Este deveria ser o dia da sessão qualificatória para o meu GP em casa”, disse Leclerc, que pilotará uma Ferrari SF90 Stradale no “Le grand rendez-vous”, anunciou ele no Twitter neste sábado.

“Devido à situação, o GP foi cancelado, mas graças à Ferrari, poderei pilotar na pista amanhã (domingo) para um pequeno filme produzido por Claude Lelouch. Mal posso esperar para pilotar de novo”, acrescentou.

O GP, que ocorre desde 1954 e é a corrida mais glamourosa da Fórmula 1, foi cancelada devido à pandemia da covid-19. A temporada de Formula 1 nem sequer começou. Leclerc também correrá em sua própria residência no domingo, usando um simulador em um circuito virtual de Mônaco.

O filme de Lelouch, de 1976, não tinha autorização das autoridades parisienses, mas foi feito do mesmo jeito com uma câmera fixada na frente de uma Mercedes 450SEL e o som de uma Ferrari 275GTB.

Feito em apenas um “take”, o filme captura uma corrida do piloto de Porte Dauphine, passando pelo centro da capital francesa até se encontrar com sua namorada na escadaria da basílica do Sagrado Coração, em Montmartre.

Lelouch, que tem 82 anos, foi preso por pouco tempo e teve a sua habilitação confiscada após o vídeo, que posteriormente se tornou um clássico. O filme foi lançado em DVD em 2003.