ISTOÉ Gente

Modelo Ireland Baldwin faz desabafo: ‘Passei anos morrendo de fome e vomitando’

Modelo Ireland Baldwin faz desabafo: ‘Passei anos morrendo de fome e vomitando’

Modelo Ireland Baldwin faz desabafo: ‘Passei anos morrendo de fome e vomitando’

Ireland Baldwin fez um desabafo nas redes sociais pelos ataques que recebe na internet. A modelo, de 26 anos, é filha dos atores Alec Baldwin e Kim Basinger.

“Então – eu realmente não sei como começar isso. Fiz uma live no meu Instagram hoje porque, honestamente, cheguei a ponto de explodir. Estou menstruada. Estou com raiva e cansada. Senti a necessidade de abordar essas emoções e esses sentimentos à flor da pele. Agora, eu poderia ter um empresário, que seria ALTAMENTE desnecessário e bastante caro. Eu poderia simplesmente ignorar as centenas de mensagens que recebo mas, ao fazer isso, não conseguiria interagir com nenhum de vocês. Isso simplesmente não vai funcionar para mim. Adoro as conversas íntimas que tenho com tantos estranhos e novos amigos aqui. Eu não poderia ignorar apenas os haters sem deixá-los me afetar”, começou Ireland.


“Eu sou uma pessoa (caso você pense o contrário). Palavras machucam, não importa o quanto eu finja que não machucam. Eu sei que é melhor ficar calada às vezes e deixar as coisas fracassarem… ehhhh, mas eu cansei de fazer isso. Também estou vivendo de acordo com um lema recém-descoberto: defenda-se. Não é nada inovador, você já ouviu isso antes. É algo que minha mãe me ensina desde que eu era uma garotinha. Eu me perdi. Eu tenho estado tão cheia de ansiedade e me preocupo com a forma como as pessoas me veem. Eu deixei isso afetar minhas amizades, relacionamentos, oportunidades de vida/trabalho… podem escolher. O que me inspirou a postar isso são algumas coisas. 1) o post de Camila Cabello sobre imagem corporal, mídia e saúde mental. 2) Sendo que eu sou uma vadia má e cansei de aceitar merda das pessoas na internet. Agora, eu sei que o ódio nunca deixará de existir. Eu sei que quanto mais eu me exponho, mais as pessoas vão encontrar razões para me destruir”, completou Ireland, dizendo que a fama, que gera perseguição dos papparazzi, também é responsável por seu abalo psicológico

“Mas tudo bem! Claro, não sou nem de longe tão famosa quanto Camila, mas me identifico com cada palavra do post dela. Eu tenho sido chamada de gorda, feia, inútil e irrelevante por adultos na internet desde que eu era criança. Não é nada novo. Paparazzi me seguem por qualquer motivo chato e tiram fotos de todo o meu corpo, da minha bunda, minha celulite, gordura nas costas, queixo duplo, peitos, vocês escolhem! É invasivo e uma merda, mas fora do meu controle. Agora, é difícil me colocar aqui às vezes, porque esses mesmos adultos criaram outros pequenos adultos de merda que andam fazendo bullying da mesma maneira. Claro, é triste e patético pensar em qualquer um de vocês destruindo as pessoas online… mulheres fazendo isso com outras mulheres, inclusive… mas adivinhem só? Passei muitos anos morrendo de fome, comendo, vomitando, me medindo, pisando em balanças, cuspindo comida na minha bolsa e arruinando meu corpo, porque algum imbecil me disse que nunca serei tão magra e bonita quanto minha mãe”, ainda disse Ireland, que falou sobre o fato de ter descoberto ser portadora da Síndrome de Ehlers-Danlos, um distúrbio do colágeno no corpo que provoca hipermobilidade articular, hiperelasticidade na pele e fragilidade generalizada nos tecidos.

“Agora que consegui passar pela EDS, estou realmente do outro lado. Eu tenho meus dias ruins, é claro. Mas, no geral, eu AMO comida pra cara***… tipo romanticamente. Eu amo meu corpo. Eu amo o jeito que ele se move. Eu amo como me sinto nele. Claro, eu tenho minhas inseguranças. Eu sei que muitos de vocês gostam de assumir que estou cheia de preenchimento labial, silicone nos seios e botox, mas mesmo que não haja absolutamente nada de errado com nenhuma dessas coisas, eu não tenho, INFERNO! Tudo que vocês tinham que fazer era me perguntar! Estou insegura PRA CARA*** sobre o meu queixo e sempre fui assim. Na verdade, estou corrigindo isso em breve. Não entrando na faca, mas tentando um procedimento no consultório para ver se ajuda. Eu sou sem-vergonha sobre as coisas. E a parte mais gloriosa é que não estou postando fotos reveladoras, recebendo tratamentos e fazendo merda para nenhum de vocês. É tudo para mim. Estou no espaço mental mais libertador em que já estive sobre minha imagem corporal. Ah, e… ‘gordo’ é lindo. Não é um insulto. ‘Porcos’ são adoráveis, inteligentes e brincam com você”.

Ireland ainda falou sobre os ataques que ela recebe direcionados ao namorado, apenas pelo fato de ele ser divorciado. “E outra, as pessoas aaamam se meter nos meus relacionamentos. Tudo o que vocês precisa saber é que estou com uma alma amorosa, carinhosa e compassiva que nem acho que mereço. Estou cansada de pessoas assumindo qualquer coisa sobre nosso relacionamento ou como ele veio a ser. Meu namorado é divorciado. O passado dele não é da conta de vocês. Nosso relacionamento não é da conta de vocês. Eu não vou permitir que as pessoas o chamem de coisas que ele não é porque ele, de todas as pessoas, não merece isso. Ele é perfeito.”

Ireland finaliza falando sobre as mensagens que recebe referentes ao pai, Alec Baldwin, envolvido na polêmica morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, vítima de um tiro acidental no set do filme Rust.

“Por fim, recebo inúmeras mensagens de pessoas que são assustadoramente obcecadas por meu pai e a família dele. Eu acho que muitas pessoas querem minha opinião sobre isso – e bem, aqui é de graça – não é da minha conta. Para todos os meios de comunicação que solicitaram uma aspa minha, aqui está. E não é que eu não se importe, mas minha vida é aqui no Oregon, com meu namorado, seis cachorros e meu novo negócio. Eu fumo maconha, como boa comida e cuido da minha vida. As pessoas também gostam de entrar na questão do modo como eu vivo. Bem, eu sou modelo, sou roteirista, resgato cachorros e sou dona de uma empresa”, ainda disse ela.

A primogênita de Alec Baldwin, única filha dele com a ex-mulher, Kim Basinger, ainda deu mais detalhes de sua vida, construída com benefícios pelos pais ricos e famosos, mas que nem tudo veio de mão beijada.

“Trabalhei duro para chegar onde estou com MUITAS vantagens ao meu lado. Acredite, não me falta a autoconsciência. Meus pais ajudaram muito na minha vida. Minha mãe nunca passou um dia sem me dizer o quanto ela acredita em mim. Tentei ser tantas versões do que as pessoas esperavam que eu fosse. Tentei conquistar a aprovação dos meus pais, colegas, amigos mais bem-sucedidos, diretores de elenco toscos, fotógrafos estupradores, pessoas com mais seguidores do que eu, homens que me tratavam como merda, amigos que preenchiam algum vazio e todo o resto. Tudo o que importa é a minha aprovação e isso é muito bom. Eu sou muito grata e sortuda por estar onde estou. Obrigada a quem sempre me envia apoio e palavras gentis. Para aqueles que ainda têm uma opinião negativa sobre mim, parem por aqui. Vocês podem ler coisas que não vão gostar. PS: há coisas muito mais importantes acontecendo no mundo, como sempre, mas às vezes você deve colocar tudo para fora para se sentir leve”, finalizou.