Cultura

Ministro da Cultura defende nome político para comando do Iphan no Rio


O ministro da Cultura, Roberto Freire, defendeu nesta terça-feira, 21, a nomeação de um quadro político para assumir o comando da superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Rio.

O nome de Cláudio Roberto Mendonça, ex-secretário estadual de Educação do Rio, tem sido apontado para substituir a atual superintendente do órgão, Mônica da Costa, que é servidora de carreira. “A informação que eu tenho é que o indicado tem capacitação técnica para cumprir a função”, disse Freire.

O ministro afirmou que preferia que funcionários de carreira assumissem cargos mais técnicos como esse, mas que essa é a dinâmica do presidencialismo de coalizão. Ele disse ainda que está sendo cobrado e recebendo muitas críticas porque não mudou “substancialmente” as chefias de órgãos desde que assumiu a pasta, em novembro do ano passado. “Essas mudanças ainda estão acontecendo. Não se trata apenas do Iphan do Rio, nós temos outros casos”, disse.

Segundo o jornal O Globo, funcionários do Iphan fizeram um abaixo-assinado pedindo a permanência de Mônica a frente do órgão. Mendonça, que já foi alvo de investigações pelo Tribunal de Contas do Estado, seria próximo ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago