Geral

Ministério certifica instituições por contratar quase 17 mil presos

O Ministério da Justiça e Segurança Pública certificou 372 instituições pela contratação de quase 17 mil presos e egressos do sistema penitenciário, em 17 estados e no Distrito Federal. O resultado do III Ciclo do Selo Resgata com a lista das empresas está disponível aqui.

O título é referente ao período de 2019/2020. As instituições contrataram no total 16.750 presos e egressos do sistema penitenciário brasileiro. No total, 432 instituições se inscreveram neste ciclo do prêmio.

Segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), houve aumento de cerca de 232% de organizações que receberam a certificação desde o primeiro ciclo. Em 2017, ano em que o selo foi instituído pelo Depen, 112 instituições públicas e privadas foram certificadas enquanto, em 2018, foram 198. Os estados com mais instituições certificadas foram Minas Gerais com 179, Santa Catarina (100) e Paraná (22).

De acordo com o Depen, para receber o Selo Resgata, as instituições tiveram que cumprir requisitos como: comprovar, em diferentes percentuais, a contratação de pessoas em privação de liberdade, internados, cumpridores de penas alternativas ou egressos do sistema prisional; desenvolver iniciativas que contribuam para modificar a realidade socioeconômica das pessoas em privação de liberdade e egressos e proporcionar ambiente de trabalho salubre e compatível com as condições físicas do preso trabalhador.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?