Geral

Minas Gerais pede perdão a artista confundido com “maníaco” e detido por 17 anos

Crédito: Gil Leonardi/Imprensa MG

Minas Gerais pede perdão a artista confundido com "maníaco" e detido por 17 anos (Crédito: Gil Leonardi/Imprensa MG)


O artista plástico Eugênio Fiúza Queiroz, que ficou preso injustamente por mais de 17 anos, recebeu um pedido formal de desculpas do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). As informações são do UOL.

Motoboy é preso injustamente pela 2ª vez por ter o mesmo nome de traficante

Homem fica preso injustamente por 40 dias no lugar de homônimo em MT

MG: Estado é condenado a pagar R$ 2 milhões a homem preso injustamente por 17 anos

Eugênio foi detido após ser confundido com o “maníaco do Anchieta“, autor de crimes de estupro em Belo Horizonte na década de 1990. Romeu pediu desculpas pessoalmente a Queiroz pela condenação e garantiu que o estado não irá recorrer da decisão judicial que estipulou a sua indenização.

“Fiz questão de conhecer e pedir desculpas pessoalmente pelos erros que o estado de Minas Gerais cometeu e que acabaram afetando a vida dele profundamente. Não há valor ou nada que pague estes anos que ele perdeu dentro de um presídio. É muito lamentável, foram vários erros, tanto do Poder Executivo quanto do Poder Judiciário, que acabaram desaguando nesta condenação dele”, disse Zema.

Neste ano, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve a condenação do estado e estabeleceu em R$ 2 milhões o valor da indenização por danos morais. O Executivo estadual havia sido condenado em primeira instância.

A Advocacia-Geral do Estado (AGE-MG) informou que, desde 2016, Eugênio recebe pensão mensal no valor de cinco salários mínimos. A pensão vitalícia foi mantida por unanimidade no último julgamento do órgão.

O artista plástico foi preso em 1995. Ele foi condenado a 37 de reclusão. O verdadeiro responsável pelos crimes, identificado como Pedro Meyer Ferreira Guimarães, só foi identificado em 2012, quando foi reconhecido por uma das vítimas. Eugênio foi liberado da prisão em 2014.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio