Esportes

Milionário Super Bowl deve arrecadar cerca de R$ 8,4 bilhões só com bilheteria

Vários são os motivos para se apontar o Super Bowl, a final da NFL, como o maior evento do esporte mundial. Um deles é o valor dos ingressos, que sempre são consumidos em tempo recorde nas bilheterias e disputados intensamente no “câmbio negro”. Para a partida do próximo domingo, entre Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers, no Miami Gardens, na Flórida, não é diferente.

Os 65 mil ingressos já têm dono. Um quarto deste montante é distribuído para a imprensa, patrocinadores e parceiros, enquanto o restante é negociado com o público, que pagou de US$ 5 mil a US$ 13 mil (cerca de R$ 21 mil a R$ 34 mil) por um lugar no luxuoso e moderno estádio. O fato de o jogo ser em Miami traz mais interesse, pois a Flórida é um lugar muito procurado por turistas de todo o mundo e a temperatura local nesta época do ano é mais agradável na comparação com outras localidades no rigoroso inverno norte-americano.

Com tanto dinheiro envolvido, a renda pode atingir quase US$ 2 bilhões (cerca de R$ 8,4 bilhões), incomparáveis com, por exemplo, a maior renda de um jogo de futebol no Brasil, registrada ano passado na final da Copa América, quando a seleção brasileira derrotou o Peru, por 3 a 1, em um Maracanã com 58.584 torcedores, que provocaram arrecadação de R$ 38.769.850,00.

Os fãs do futebol americano no Brasil também puderam se aventurar para acompanhar o jogo do ano, mas precisaram colocar muito a mão no bolso. A empresa Faberg Tour disponibilizou cinco pacotes para os interessados.

Sem avião incluído, o torcedor sai de São Paulo na quinta-feira e retorna na segunda. Tem direito a três noites em hotel quatro estrelas, ingresso, hospitalidade, transfers (aeroporto e estádio – ida e volta), seguro viagem e acompanhamento de funcionário da empresa.

O pacote superior endzone, em uma das laterais do campo, é o mais barato e custa US 9.910 (R$ 41.428), enquanto o mais caro fica no inferior central, e custa US$ 20.590 (R$ 86.074). Para a maioria, que não tem condições de pagar tanto para ver Chiefs e 49ers em ação, a opção é acompanhar pela TV.

Veja também

+ Jacquin ensina a preparar menu para o Dia dos Namorados
+ Morre Erivan de Lima, lenda nacional do mountain bike brasileiro
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança