Economia

Milho e trigo dos EUA tocam máxima desde dezembro em Chicago; soja salta 2,2%

Milho e trigo dos EUA tocam máxima desde dezembro em Chicago; soja salta 2,2%

Lavoura de trigo

Por Mark Weinraub

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de trigo dos Estados Unidos subiram 3,6% para a máxima em mais de três semanas nesta quarta-feira, com traders focados em clima seco e frio nas principais áreas de cultivo do Centro-Oeste e das planícies do sul.


As preocupações com o clima também impulsionaram a soja e o milho, já que os investidores ignoraram as chuvas recentes na América do Sul.

“Estamos recebendo mais chuvas na Argentina hoje… mas os meteorologistas privados ainda estão anunciado que fevereiro será seco”, disse Charlie Sernatinger, chefe global de futuros de grãos da ED&F Man Capital, em nota.

Os contratos futuros de milho subiram pelo terceiro dia consecutivo e atingiram a máxima desde 28 de dezembro.

Na bolsa de Chicago, o trigo registrou os maiores ganhos, com o contrato soft vermelho de inverno para março avançando 27,50 centavos de dólar para 7,9650 dólares o bushel. O contrato também atingiu a máxima desde 28 de dezembro.

O milho para março fechou em alta de 11 centavos de dólar a 6,1050 dólares o bushel.

A soja recuperou de três sessões seguidas de perdas, com o contrato para março encerrando em alta de 30 centavos de dólar a 13,9125 dólares o bushel.

(Reportagem adicional de Naveen Thukral em Cingapura e Sybille de La Hamaide em Paris)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0I11R-BASEIMAGE