Mundo

Milhares se reúnem em Beirute em homenagem às vítimas

BEIRUTE, 5 AGO (ANSA) – Milhares de pessoas, em sua maioria jovens, se reúnem na tarde desta quarta-feira (5) na histórica Praça dos Mártires, a cerca de 2,5 km do porto de Beirute, para homenagear as vítimas das fortes explosões registradas na região libanesa.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Segundo apuração da ANSA, o grupo decidiu ir até o local para expressar o luto, “proximidade aos familiares e condolências pelas vítimas, mas também para se sentir mais unido após o medo vivido”. A multidão está ao redor da praça símbolo dos protestos dos últimos meses em Beirute, que está marcada pelas idas e vindas das ambulâncias que partem de uma cidade para a outra, já que os hospitais da cidade estão sobrecarregados.   

As explosões na área portuária da capital do Líbano deixaram, até o momento, 135 mortos, 5 mil feridos e dezenas de desaparecidos. As autoridades investigam as causas do incidente, que podem estar relacionadas com cerca de 2.700 toneladas de nitrato de amônio armazenadas de maneira incorreta. (ANSA)

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea