A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira, 8, a Operação Tempus Veritatis, que apura tentativa de golpe de Estado e teve como um dos alvos o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Após o ocorrido, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro usou uma frase de Janja, esposa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para ironizar a ação da corporação.

+ Passaporte de Bolsonaro é apreendido pela PF

+ Bolsonaro revisou e pediu mudanças em minuta de golpe, aponta investigação

+ Veja quais aliados de Bolsonaro foram alvos de operação da PF

Durante uma Conferência Eleitoral e Programa de Governo, em Brasília (DF), no final de 2023, a primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja, disse para a militância do PT que “se tudo der certo, logo Bolsonaro vai estar preso”.

Michelle usa frase de Janja para ironizar operação da PF: 'Se tudo der certo...'

Após a operação da PF, Michelle Bolsonaro divulgou a mesma frase nos stories do Instagram.

Além dela, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) criticou a operação da PF por meio de uma publicação no X (antigo Twitter) ao afirmar que a política no Brasil tem sido feita e decidida pelo STF.

Viagem para os EUA

De acordo o portal “Metrópoles”, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro teria decidido manter a sua viagem para os Estados Unidos com a senadora Damares Alves (Republicanos), mesmo depois da operação da PF.

Michelle Bolsonaro deve embarcar nos próximos dias aos EUA, onde fará uma turnê por igrejas evangélicas.

A viagem já estava marcada e havia sido anunciada publicamente antes de Bolsonaro ser alvo da PF, que apreendeu o seu passaporte e impediu o contato dele com outros investigados da operação, pois são seus aliados políticos.