Brasil

Michelle Bolsonaro vai ao Deic autorizar inquérito por ofensas na internet

Crédito: Marcos Corrêa/PR

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi nesta quarta-feira (24) na Delegacia de Crimes Eletrônicos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) em São Paulo. Ela fez um requerimento para que sejam investigadas ofensas recebidas por ela na internet, que podem configurar crime contra a honra. As informações são do G1.

De acordo com a defesa de Michelle, para um inquérito sobre esse tipo de crime ser aberto, é necessário que a vítima vá pessoalmente dizer ao delegado que quer iniciar uma investigação. No Deic, a primeira-dama foi atendida pelo delegado Carlos Ruiz, especializado em crimes cibernéticos.

Conforme a polícia, o caso será assumido pela 4ª Divisão de Investigações Gerais do DEIC, na delegacia de crimes cometidos por meios eletrônicos. Ainda segundo o G1, a investigação será feita em São Paulo porque o provedor de internet de onde partiram as ofensas contra a primeira-dama fica no estado.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar