Mundo

Michael Bloomberg pensa em presidência dos EUA em 2020

WASHINGTON, 14 SET (ANSA) – O ex-prefeito de Nova York e empresário, Michael Bloomberg, pode disputar a presidência dos Estados Unidos contra o atual ocupante do cargo, o também empresário Donald Trump, do Partido Republicano. A informação foi publicada nesta quinta-feira (13) pelo jornal inglês “The Times”.   

“Ele tem o dinheiro para ver a disputa de longe enquanto seus adversários se digladiarão”, disse uma fonte ouvida pelo veículo inglês. Em janeiro, ele teria dito a confidentes que “poderia, mas não tinha planos de concorrer à presidência”. Seis meses antes, ele teria declarado que estava “aquecendo os motores para 2020”.   

Bloomberg, de 76 anos, tem uma fortuna de cerca de US$ 50 bilhões e deve seguir a tendência de empresários norte-americanos de tentar candidaturas políticas, após a vitória de Donald trump. O magnata da comunicação foi o prefeito que mais tempo ficou no cargo em Nova York, com três mandatos seguidos (2002-2013). Em 2001 ele foi eleito pela primeira vez pelo Partido Republicano, mas deixou o grupo político em 2007 por “diferenças político-filosóficas”. Nas eleições de 2008, 2012 e 2016, o empresário considerou concorrer ao cargo como candidato independente, mas desistiu por considerar que sua presença poderia dividir o eleitorado democrata. Nas últimas eleições presidenciais, Bloomberg apoiou Hillary Clinton e já anunciou que suportará candidatos democratas nas eleições de meio de mandato de novembro. (ANSA)