Geral

MG: Mulher escapa de cárcere privado e torturas para denunciar o namorado

Crédito: Reprodução/Pixabay

Presa e torturada em um cômodo pelo namorado, uma mulher, de 34 anos, conseguiu escapar do cárcere privado que vivia na cidade de Caratinga, em Minas Gerais. A vítima denunciou o homem à Polícia Militar na última segunda-feira (23).

Após realizar a denúncia, a vítima foi internada e será submetida a uma cirurgia no braço esquerdo, que foi quebrado pelo suspeito em uma das torturas.

Em seu depoimento, a mulher relatou que não sabia há quanto tempo era torturada, mas que lembrava que há dois meses o ex-companheiro tinha ateado fogo em seu corpo, causando queimaduras permanentes na barriga e no pescoço da vítima.

A vítima também contou as autoridades que o homem batia nela com barras de ferro. Além do braço quebrado, a mulher chegou ao hospital com três costelas danificadas.

Ainda segundo o depoimento da mulher, ela era mantida em cárcere privado sob chantagem. O suspeito disse a ela que mataria seu pai e seus filhos caso ela deixasse ele.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

O suspeito foi detido logo após a denúncia realizada pela vítima.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel