Geral

MG: Motorista de aplicativo causa prejuízo de R$ 2 mil ao sumir com doces de casamento

Crédito: Reprodução/TV Globo

Um motorista de aplicativo é investigado pela polícia por não ter entregado os doces bem-casados e os salgadinhos em uma festa de casamento na cidade de Confins (MG). Com isso, ele causou um prejuízo de R$ 2 mil aos noivos. As informações são do UOL.

A cerimonialista contratada pelos noivos acionou o serviço de corrida por meio do aplicativo Uber Flash, que é a modalidade de delivery da empresa, no dia da festa. Ela pagou cerca de R$ 70 para que o motorista buscasse a encomenda e levasse até o local onde seria a festa.


Depois, a profissional percebeu que a viagem estava demorando. Após 10 minutos, ela ligou para o motorista, que disse ter feito a entrega para uma outra mulher e desligou a chamada. A cerimonialista retornou e o homem mudou a versão da história, disse que havia perdido os quitutes em uma estrada de terra.

A profissional continuou questionando o motorista e ele desligou a chamada sem dar satisfações sobre os doces e salgadinhos.

No domingo (15), os noivos registraram um boletim de ocorrência contra o motorista da Uber. Então, a Polícia Civil abriu uma investigação contra o homem, que pode ser indiciado por apropriação indébita.

Depois, a cerimonialista encontrou o motorista nas redes sociais e ele afirmou que não encontrou os clientes. Por isso, o aplicativo o orientou a descartar os doces e salgadinhos, que estavam estragando no porta-malas do carro.

O UOL entrou em contato com a Uber e a empresa afirmou, por meio de nota, que “está à disposição das autoridades competentes para colaborar, nos termos da lei”.