Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

No dia 31 de maio, a maquiadora e influenciadora digital Lívia Brigolini, de 17 anos, recebeu em seu salão, localizado na cidade de Conselheiro Lafaiete (MG), uma mulher que afirmou que uma cabeleireira havia indicado a jovem. Ela realizou o serviço e depois recebeu o pagamento via Pix. Contudo, descobriu que a transferência era falsa e resolveu expor a cliente no TikTok. A denúncia viralizou e outros profissionais relataram que também foram vítimas da mesma pessoa. As informações são do Uol.

“Nunca levei calotes de outras pessoas, mas ela já é famosa por isso aqui na cidade. Já abriram boletim de ocorrência e ninguém resolve. Acaba que o assunto não se espalha, porque ela finge que nada acontece, segue a vida, e ninguém tem coragem de fazer nada”, disse Lívia.

Ao falar sobre a falsa transferência via Pix, a maquiadora relatou que “não notei na hora, até porque supostamente ela tinha ido embora e me pagado. Só fui ver no dia seguinte que não tinha o valor em conta”.

Depois de uma semana conversando com a mulher e ela afirmando que estava em Belo Horizonte, Lívia resolveu expor a situação no TikTok com a imagem da cliente. O caso viralizou e a maquiadora recebeu mais de 30 relatos de outros profissionais que disseram que passaram pela mesma situação. “São pessoas que estão correndo em atendimento e não conseguem conferir na hora (o recebimento). Ela coloca o valor em evidência e, para quem está correndo contra o tempo para atender outras pessoas, o print já é suficiente”, completou a influenciadora.

Devido à grande repercussão, a cliente entrou em contato com Lívia, pagou pelo serviço e pediu para que ela apagasse a publicação no TikTok.

Arquivo pessoal

A maquiadora apagou, mas depois postou um outro vídeo sem a imagem da cliente. A publicação conta com 2 milhões de visualizações e mais de 800 comentários.

@brigolini_

uma cliente me pagou com pix falso e eu expus ela em todas as redes sociais. #fy

♬ som original – Lívia Brigolini

O Uol entrou em contato com a cliente pelo mesmo número que Lívia se comunicava com ela, mas a mulher apenas disse que não estava “a par da situação”.