Geral

MG: Justiça condena homem que matou mulher e concretou corpo no quarto da mãe

Crédito: Divulgação/ MPMG

Um homem, de 20 anos, foi condenado a 21 anos de prisão em regime fechado por matar uma mulher e enterrá-la, em dezembro de 2020, em Juiz de Fora (MG). A vítima foi encontrada em um buraco concretado no chão do quarto da mãe do acusado, após ficar duas semanas desaparecida.

O Tribunal do Júri considerou o réu culpado por homicídio, ocultação de cadáver e corrupção de menores. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a vítima foi morta como forma de se evitar o pagamento de uma dívida de R$26 mil contraída pela mãe do condenado, durante um atendimento espiritual.


“A vítima foi atraída à casa da mãe do réu e de seus filhos, com a promessa de pagamento; e morta de forma cruel, por estrangulamento, ficando em agonia por cerca de 40 minutos, até ser colocada debaixo do chuveiro e ir a óbito”, diz trecho da denúncia do MPMG.

Além do homem, os promotores denunciaram  a irmã do condenado, a mãe dele e o namorado dela à época. No entanto, os três ainda serão julgados em datas a serem definidas pela Justiça.

Conforme o MPMG, o crime foi premeditado, planejado e preparado pela mãe do condenado e pelo então companheiro dela, com o conhecimento de todos os envolvidos.