Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Uma mulher, 22, afirmou que ela e a sua avó, 65, foram agredidas pelo seu companheiro, 24. Isso ocorreu após a moça comunicar o fim do relacionamento de dois anos. Por conta disso, o homem foi preso na quarta-feira (29), em Uberaba (MG). As informações são O Tempo.

A mulher informou aos policiais que ela e o companheiro viviam em união estável e tinham uma filha de quatro meses. Ela ainda ressaltou que os dois moravam em uma residência alugada e dependia financeiramente dele.

Ainda segundo ela, o companheiro já a ameaçou outras vezes com arma branca. A partir desse relato, a polícia encontrou um registro de ocorrência, mas sem a solicitação de medida protetiva.

Depois de alguns desentendimentos, a mulher resolveu colocar um fim na relação na quarta-feira e foi para a casa de sua avó. Depois, o homem foi à residência da idosa e alegou que tinha ido buscar a filha do casal. No portão, a moça negou e nesse momento foi jogada no chão. O homem aplicou o golpe mata-leão na companheira e desferiu socos no rosto dela.

A avó da jovem presenciou a cena e tentou apartar a agressão. Nesse momento, o homem mordeu uma das mãos da idosa e deu socos no peito dela. Depois, uma tia da mulher conseguiu expulsar o agressor da residência.

Depois, a mulher acionou a polícia e passou a localização do companheiro. Ele foi detido e afirmou que não agrediu ninguém.

Na delegacia, foi constatado que ele possui passagens por tráfico de drogas, consumo de entorpecentes, porte ilegal de arma de fogo, ameaça e lesão corporal.