Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Um homem, de 25 anos, foi indiciado pela Polícia Civil por estuprar e roubar profissionais do sexo nos último dois meses, em Juiz de Fora (MG). De acordo com as investigações, o jovem marcava os encontros em lugares privados e praticava o crime após o ato sexual.

“Ele deixava as vítimas nuas e amarradas pelos braços e pernas, utilizando as próprias vestes das vítimas para isso”, contou o delegado Rogério Woyame. Conforme a polícia, duas vítima prestaram queixa contra o rapaz.

Uma das vítimas, de 21 anos, afirmou ter sido estuprada e roubada no último dia 19 de março. Na ocasião, o suspeito levou dinheiro, aparelho celular e objetos pessoais. A outra vítima, de 36anos,  foi encontrada pela Polícia Militar nua, amordaçada e com os braços amarrados para trás, em um apartamento no último dia 1º.

Ainda conforme o delegado, o celular de uma das vítimas foi localizado com um jovem, de 22 anos. Ele foi preso  pelo crime de receptação na segunda-feira (11).

O inquérito policial foi remetido à Justiça com o pedido de prisão preventiva do investigado.