Esportes

Mesmo sem Otero, Corinthians terá ataque perto de encaixe e quase ideal para enfrentar o Fluminense

Venezuelano está fora, com Covid, mas Cazares, Gustavo Silva e Jô irão para mais um jogo como titulares no setor ofensivo, que está se encaixando e com alguns ajustes a fazer

Mesmo sem Otero, Corinthians terá ataque perto de encaixe e quase ideal para enfrentar o Fluminense

Jô e Cazares estão garantidos mais uma vez no ataque titular (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Após quase 20 dias sem entrar em campo, o Corinthians finalmente voltará a jogar nesta quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, diante do Fluminense. Para esse confronto direto, pela 29ª rodada do Brasileirão-2020, Vagner Mancini perdeu um dos principais jogadores do seu esquema, mas com um ataque perto do ideal, a substituição tende a ser mais simples de encaixar.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Relembre 15 estrangeiros que tiveram passagem discreta no Corinthians

Com o venezuelano diagnosticado com a Covid-19, o treinador não vai poder repetir o “ataque ideal” das últimas duas vitórias consecutivas, contra Goiás e Botafogo. Apesar de o meia fazer falta no sistema de jogo e por conta de suas contribuições individuais, o encaixe do setor ofensivo parece cada vez melhor, e a permanência de Cazares, Gustavo Silva e Jô deve manter a evolução.

– Perda sentida, atleta encaixado ao sistema, a parte tática, atleta que tem ação dominante dentro do seu setor, chute potente, mas é a oportunidade para outro jogador entrar. Assim como perdemos em outros momentos, Jô, Jemerson, Jonathan Cafú, outros atletas que tiveram Covid, agora temos o Otero e vamos entender. Felizmente que é só o Otero. A pandemia não acabou. Vamos entender que é a oportunidade para outro jogador entrar e mostrar o seu valor – comentou Mancini em entrevista coletiva virtual.

O ataque Gustavo Silva, Cazares, Otero e Jô foi o primeiro a ser repetido no Brasileirão durante o período em que o treinador está no clube, e seria escalado pela terceira vez seguida se o venezuelano não estivesse em quarentena. O favorito para a vaga é Mateus Vital, mas Lucas Piton e Jonathan Cafú podem pintar como surpresas. Fato é que o setor está próximo do ideal.

Isso pode ser visto de acordo com os números do Footstats, que mostram o aumento das finalizações do time, especialmente nos últimos três jogos, aqueles da sequência de vitórias. Ao todo, somando os conclusões (no alvo ou não) diante de São Paulo, Goiás e Botafogo, temos 47 finalizações, mais do que a soma dos seis jogos anteriores, contra Fortaleza, Coritiba, Grêmio, Atlético-MG, Atlético-GO e Internacional, que resultam em 45 chutes (veja lista abaixo).

– Vejo, nesse momento, o Corinthians melhorando muito jogo a jogo na parte ofensiva. Isso vem mostrando o que a gente quer, um bom número de oportunidades criadas. Óbvio que ainda há um número muito alto de chances desperdiçadas, o que faz parte do processo, a partir do momento que você aumenta as oportunidades, tem que está preparado para colocar a bola para dentro. Mas isso é outro curso, outra página, que tem que se falar, que tem que ser direcionada aos atletas. Houve evolução e o Corinthians está no caminho certo – analisou Vagner Mancini na última terça-feira.

De fato as chances estão sendo desperdiçadas, das 47 finalizações nesses últimos três jogos, somente cinco delas balançaram a rede, ou seja, apenas 10,6% do total criado se transforma em gol. Embora ainda reste esse ajuste, o importante é que a busca por melhorar o ataque, iniciada desde a chegada de Mancini, parece estar rendendo frutos e o setor mostra cada vez mais encaixe depois de estabilizar a defesa e torná-la tão eficiente como em outros anos.

– Acho que está encaixado. Assim como de forma coletiva, a gente vê o time jogando um futebol mais solto, rápido, objetivo, de forma mais vertical, não se preocupa muito em ter a posse de bola, mas, ao longo do jogo, acaba tendo mais a posse de bola. Então, obvio que quando você arrumar uma equipe, começa de trás, goleiro, zaga, sistema defensivo, os dois volantes, para depois acertar a frente. Você não consegue acertar a frente, se toma muitos gols.

Mesmo sem Otero, mas com Mateus Vital, Cazares, Gustavo Silva e Jô, o ataque corintiano vai a campo para tentar a quarta vitória consecutiva e manter a evolução ofensiva. Se vencer, dará um grande passo na briga por uma das vagas na Copa Libertadores. O duelo contra o Flu acontece nesta quarta-feira às 21h30, na Neo Química Arena e é válido pela 29ª rodada do Brasileirão-2020.

Confira o número de finalizações do Corinthians no Brasileirão em cada partida sob o comando de Vagner Mancini:

1ª – Athletico-PR 0 x 1 Corinthians – 14 finalizações
2ª – Corinthians 1 x 5 Flamengo – 19 finalizações
3ª – Vasco 1 x 2 Corinthians – 10 finalizações
4ª – Corinthians 1 x 0 Internacional – 6 finalizações
5ª – Atlético-GO 1 x 1 Corinthians – 6 finalizações
6ª – Corinthians 1 x 2 Atlético-MG – 8 finalizações
7ª – Corinthians 0 x 0 Grêmio – 6 finalizações
8ª – Coritiba 0 x 1 Corinthians – 11 finalizações
9ª – Fortaleza 0 x 0 Corinthians – 8 finalizações
10ª – Corinthians 1 x 0 São Paulo – 14 finalizações
11ª – Corinthians 2 x 1 Goiás – 17 finalizações
12ª – Botafogo 0 x 2 Corinthians – 16 finalizações

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Veja o significado dos 10 sonhos mais comuns
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel