Mundo

Mercosul firma acordo com União Econômica Eurasiática

MONTEVIDÉU, 18 DEZ (ANSA) – O ministros das Relações Exteriores do Mercosul assinaram nesta terça-feira (18) um acordo de cooperação comercial com a União Econômica Eurasiática, antes do início da cúpula entre presidentes que discutirá as negociações com a União Europeia (UE).   

Os chanceleres assinaram um memorando com o bloco econômico formada por Rússia, Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão e Quirguistão, que tem “a intenção de aprofundar as relações econômicas e comerciais com outros blocos”. O entendimento é resultado de cinco anos de estudos, que revelaram “um alto índice de complementariedade” das economias que, juntas, produzem 6,5% do PIB mundial.   

A reunião desta terça-feira (18), em Montevidéu precedeu a 53ª Cúpula de Mandatários em que o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, deixa a presidência semestral do grupo e cede lugar ao argentino Mauricio Macri.   

O presidente brasileiro, Michel Temer, participa pela última vez do encontro do Mercosul, do qual foi presidente no segundo semestre de 2017. Em janeiro, ele cederá o posto a Jair Bolsonaro.   

O capitão da reserva manifestou restrições com relação ao bloco e suas posições contra o Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, foram motivo das críticas por parte da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente francês, Emmanuel Macron.   

Os dois líderes afirmaram que as posições do presidente eleito podem ser um obstáculo para a assinatura de um acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia (UE). (ANSA)