Esportes

Menino segue passos de Jesus e é convocado para a Seleção aos 19 anos

Cria da Academia vai representar o Brasil nos duelos diante de Bolívia e Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Catar, em outubro. É a primeira chance na Seleção principal

Menino segue passos de Jesus e é convocado para a Seleção aos 19 anos

O meio de campo Gabriel Menino foi o nome da semana no Palmeiras. Após fazer um golaço que garantiu a vitória do Verdão sobre o Bolívar, na Libertadores, a Cria da Academia acabou de ser convocada para representar o Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

​Vivendo os últimos dias com 19 anos, Menino repete o xará Gabriel Jesus, que foi convocado para a Seleção principal com a mesma idade, em 2016, quando ainda defendia o Alviverde. E sobre essa alegria, o novo convocado falou ao site oficial do Palmeiras.

​- Estou vivendo um momento muito especial na minha carreira, conseguindo realizar os sonhos de chegar ao elenco profissional do Palmeiras, de ser aproveitado no time de cima e, agora, de ser convocado pela Seleção Brasileira. Agradeço a todos do Palmeiras, inclusive o pessoal da base, e agradeço também a todos os meus companheiros e amigos – afirmou Gabriel Menino, que completará 20 anos no próximo dia 29.

O último atleta de linha a representar o Palmeiras nas Eliminatórias da Copa foi Dudu, convocado para o duelo diante do Paraguai, em 2017, para substituir Douglas Costa, que havia se machucado na Europa. Ele não chegou a jogar.

​No ano passado, Gabriel Menino treinou com a Seleção Olímpica na Academia de Futebol. O camisa 25 do Palmeiras já está acostumado a vestir a Amarelinha. Em 2018, ele fez um golaço, em amistoso pelo Sub-20 do Brasil, diante do Chile.

O Palmeiras esteve presente em todas as grandes conquistas da Seleção Brasileira, seja em Jogos Olímpicos ou Copas do Mundo. Na Copa de 1958, na Suécia, o palmeirense Mazzola ajudou o Brasil a tornar-se campeão do mundo pela primeira vez.

Quatro anos depois, no Chile, Djalma Santos, Zequinha e Vavá eram os representantes alviverdes no bi. Já no México, em 1970, Leão e Baldocchi foram os palestrinos de uma das maiores Seleções Brasileiras da história. Em 1994, Zinho e Mazinho foram titulares no tetra, enquanto São Marcos fechou o gol e ajudou o time de Felipão a ficar com o penta.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar