Em Cartaz

Meneses e Karabtchevsky

Crédito: Divulgação

Em 1971, aos 13 anos, o pernambucano Antonio Meneses (à esq.) foi contratado como violoncelista da Orquestra Sinfônica Brasileira, regida pelo maestro Isaac Karabtchevsky (à dir.). Dois anos mais tarde, mudou-se para a Alemanha a convite do italiano Antonio Janigro para terminar seus estudos: começava ali a carreira internacional de um dos nossos maiores músicos. Pois ele está de volta: de 23 a 25 de setembro, na Sala São Paulo, executando Villa-Lobos e Tchaikovksy com a Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp) — a regência é de Karabtchevsky.