Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A seleção brasileira de vôlei volta à quadra na Liga das Nações neste sábado, diante do forte ataque da Itália, atual campeã europeia, às 15 horas, em Brasília. Dona do melhor bloqueio da competição até então, com 32 pontos, Carol projeta um interessante confronto com a ponteira Egonu, uma das melhores atacantes do mundo.

A rival foi eleita e MVP do Campeonato Europeu, no qual as italianas levaram a melhor e conquistaram o título. Caro garante ter estudado bastante a oponente para o Brasil manter a invencibilidade nesta segunda fase após vitórias sobre Turquia e Holanda.

“Conversamos muito sobre a tática que vamos usar contra a Itália. Vai ser um confronto difícil. Elas vão jogar completas e têm uma das melhores atacantes do mundo, a Egonu. Não é fácil parar os ataques dela e sabemos que o nosso sistema de bloqueio e defesa precisa funcionar”, enfatiza Carol.

A brasileira não esconde, contudo, a alegria com a evolução apresentada pelo renovado grupo de José Roberto, que vem mostrando superação na Liga das Nações. “Estou muito feliz com a nossa entrega e a evolução do grupo. É isso que levaremos para esse jogo”, garante Carol.

Em seis jogos na Liga das Nações, o Brasil venceu cinco. Jogando em casa na segunda fase, Carol aposta na força da torcida por mais um triunfo no Nilson Nelson, em Brasília. “É fundamental ter a casa cheia. A torcida de Brasília tem nos incentivado muito. A energia dos torcedores é incrível e tenho certeza que não será diferente contra a Itália.”