Economia

Meirelles vê política fiscal como variável importante de ajuste econômico


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira, 17, que a equipe econômica continua vendo a política fiscal como uma importante variável de ajuste econômico.

Meirelles fez esta afirmação ao ser questionado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, se, ao relaxar as metas fiscais, especialmente para 2019, a equipe econômica não estaria desvinculando a política fiscal do resto da economia e se isso não poderia ser entendido como uma forma de não contar mais com política fiscal para o ajuste econômico de modo geral.

“Não, absolutamente. A política fiscal continua a mais rigorosa possível dentro da Constituição Brasileira”, disse o ministro. Para ele, o nível das despesas discricionárias é o menor desde 2010. Portanto o ajuste fiscal continua rigoroso”, rebateu Meirelles. De acordo com ele, a questão de o déficit existir é o que torna ainda mais importante a aprovação dessas medidas (reformas) pelo Congresso.

Para Meirelles, todo o ajuste econômico passa pela aprovação do Congresso. “Muitas delas dependem de leis e das reformas aprovadas”, insistiu Meirelles, acrescentando que é preciso que se continue aprovando “as medidas que lá na frente vão abrir as possibilidades de se ter quedas maiores de juros, o que vai beneficiar o consumo”. Ele disse que tudo isso está no processo normal de ajuste econômico, mas que demanda tempo na medida em que a despesa pública brasileira cresce de forma ininterrupta desde 1991.

+ Rafa Kalimann posa nua em sacada de hotel, veja fotos