Esportes

Meio-campista Frizzo está pelo anúncio para ser oficializado no Vitória

Acordo verbal entre o clube de Salvador e o atleta que estava emprestado pelo Grêmio ao Atlético-GO já estaria selado

Meio-campista Frizzo está pelo anúncio para ser oficializado no Vitória

O Vitória está perto de ganhar, oficialmente, mais uma alternativa no meio-campo para o técnico Eduardo Barroca, Matheus Frizzo.

Com direitos ligados ao Grêmio e tendo como último clube o Atlético-GO, as conversas foram concretizadas para que o jogador de 22 anos de idade vá para o Leão da Barra em busca de ter maiores oportunidades de atuar. Algo que, na equipe do Centro-Oeste, teve apenas em cinco oportunidades no ano de 2020.

Mesmo não sendo nome aproveitado pelo técnico Renato Portaluppi no Sul do país, nem por isso a diretoria do clube gaúcho deixou de se prevenir para manter sob posse dos direitos econômicos do atleta. Tanto é que, segundo informação do portal ‘ge’, o clube não apenas prolongou o acordo até 2022 como também aumentou a multa rescisória para quase R$ 500 milhões.

Para que a transação possa se dar efetivamente como concluída, basta que o clube do Barradão anuncie a chegada do atleta, algo que deve ocorrer nos próximos dias mediante a realização dos tradicionais exames médicos e a assinatura do acordo com validade até janeiro de 2021, período em que se encerra a atual edição da Série B.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel