Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Com o mar um pouco menor, mas continuando com boa condição, o segundo dia da etapa de Saquarema do Circuito Mundial de Surfe, nesta sexta-feira (24), começou com o eliminaton round (repescagem) feminina na água. A organização do evento confirmou os confrontos da repescagem feminina, masculina e quartas de final feminina. A repescagem não contou com brasileiros, já que a única no tour mundial, Tati Weston-Webb, avançou direto para as quartas de final da competição.

A campeã olímpica e cinco vezes campeã do mundo, Carissa Moore, se recuperou do início ruim no evento e eliminou a peruana Sol de Aguirre na repescagem e a Caroline Marks pelas quartas de finais. Carissa fez a menor nota do tour na fase preliminar, um somatório de 1.80. Moore elogiou a cidade e revelou ansiedade pela próxima fase.

– Pelo o que eu vi até agora é um lugar lindo, Saquarema é uma cidade linda, a atmosfera aqui é simplesmente elétrica, o público é fã, então estou me divertindo. A comida é deliciosa, essa é provavelmente uma das minhas paradas favoritas de todas.
Estou ansiosa pela próxima fase – falou.

+ Confira imagens da Etapa da Saquarema do Mundial de Surfe

Por outro lado, a sete vezes campeã mundial, Stephanie Gilmore, foi eliminada da etapa. Ela se despede da competição depois de perder para a australiana Isabella Nichols. Outro ponto a se destacar, é a participação do ídolo saquaremense Raoni Monteiro como técnico da Brisa Hennessy durante a etapa. Monteiro disputou por anos o circuito mundial da WSL. Brisa foi eliminada na bateria 3 do elimination round e se despede da competição na Região dos Lagos.

Os homens entraram no mar e a primeira bateria contou com o peruano Miguel Tudela e o 3° no ranking mundial e algoz do Gabriel Medina na última etapa do tour, Griffin Colapinto. O sul-americano levou a melhor com um aéreo espetacular, levando o público ao delírio. Tudela carrega toda a tradição do Peru no surfe, que tem o histórico Felipe Pomar como primeiro campeão mundial, em 1965.

MEDINA ELIMINADO

Gabriel Medina decepcionou, surfou mal e caiu na repescagem para Callum Robson. Com a praia lotada para ver o tricampeão do mundo, a expectativa por uma boa apresentação caiu por terra e uma ducha de água fria pairou sobre os torcedores. Gabriel esteve longe do seu habitual e foi derrotado com facilidade pelo australiano.

Muitos presentes se perguntaram “será que ainda dá para chegar no The Finals?”. A matemática é complicada para a classificação e a chance de um tetracampeonato acaba em Saquarema. Mesmo após a eliminação, alguns fãs gritavam “tricampeão” em apoio ao surfista de São Paulo.

Após a bateria, Gabriel saiu mancando da água e, logo em seguida, começou um tratamento com gelo na parte lateral do joelho direito com o médico do evento. Pelas redes sociais, alguns torcedores se questionavam sobre o rendimento do atleta brasileiro e uma possível lesão explicaria um rendimento abaixo. Segundo Allan Menache, preparador físico do Gabriel, ele vai passar por ressonância magnética.

NOTA 10 E RENDIMENTO DOS NOVATOS

Na bateria número 2 do elimination round, se enfrentaram os brasileiros Jadson André e Caio Ibelli. E o paulista Caio levou a melhor, com uma sonora nota 10 dos juízes, após um tubo inimaginável pelas condições do mar até então. Ibelli conseguiu a primeira nota máxima
de todo o evento e agradeceu muito pelo primeiro 10 da carreira dele no tour mundial.

– Muito obrigado a todos. Alegria muito grande fazer meu primeiro 10 em casa, com essa torcida, poder vibrar com todo mundo. Minha família está toda aqui na areia, meu pai, minha mãe e minha namorada. Então, não tem coisa melhor na vida – afirmou.

Como no primeiro dia, mais um convidado pela WSL para competir o evento fez bonito e avançou. Mateus Herdy não tomou conhecimento do medalhista olímpico Kanoa Igarashi, o deixando em combinação. Com um 8.83 e um 7.17, Herdy despachou Kanoa e seguiu vivo nas águas saquaremenses. Mateus tem amizade bem próxima com Samuel Pupo e João Chumbinho e a etapa foi a primeira onde os três competiram juntos.

– É o primeiro evento do WCT que a gente está competindo os três juntos (com Samuel Pupo e João Chumbinho). A gente estava se falando no grupo que temos, e a gente estava meio que sem acreditar que finalmente estaria os três. Muito irado,
é um sonho – declarou.

Samuel Pupo se recupera e segue na disputa. O paulista fez boas ondas e eliminou o talentoso Kolohe Andino, dos EUA. Com notas regulares, Pupo colocou Andino em combinação e “passeou” na bateria. A família Pupo está em festa, já que Miguel Pupo também está no round dos 16 (oitavas).

TATI NAS SEMIS

Tati Weston-Webb passou para as semifinais e segue viva em busca do título em terras brasileiras. Com o resultado, Tati ainda sonha com a classificação para o The Finals. Atualmente a sufista ocupa a 9° colocação geral faltando duas etapas para acabar a temporada regular.

A gaúcha agora encara a Carissa Moore em busca da classificação para a grande final do Rio Pro. Apenas os cinco primeiros passam para a disputa do título em Lower Trestles, San Clemente, California, nos EUA.

CONFRONTOS DA PRÓXIMA FASE
Feminino – semifinal

Johannes Defay x Gabriela Bryan
Carissa Moore x Tati Weston Webb

Masculino – oitavas de final
Jack Robinson x Mateus Herdy
Caio Ibelli x Samuel Pupo
Ítalo Ferreira x Michael Rodrigues
Miguel Pupo x Nat Young
Filipe Toledo x Miguel Tudela
Connor O’Leary x Matthew McGillivry

*Lucas D’Assumpção – em colaboração para o LANCE!