Esportes

Medina brilha e avança direto à 3ª fase na França; Mineirinho vence na repescagem

Nas ondas que conhece como poucos, o brasileiro Gabriel Medina fez boa estreia em Hossegor nesta quinta-feira, na abertura da etapa da França do Circuito Mundial de Surfe. O campeão mundial de 2014 venceu a sua bateria e avançou direto à terceira fase. Já Adriano de Souza, o Mineirinho, precisou da repescagem para seguir vivo na disputa.

Medina entrou nas ondas de Hossegor, nesta quinta, com quatro finais na etapa francesa em seu currículo. Foi campeão em 2011 e 2015 e ficou com o vice-campeonato em 2013 e no ano passado. Apesar do forte conhecimento sobre as ondas locais, o brasileiro só assumiu a liderança de sua bateria nos minutos finais, ao alcançar 15,86. Deixou para trás o francês Jeremy Flores, com 15,27, e o italiano Leonardo Fioravanti, com 13,26.

Entrando na água logo na primeira bateria do dia, Mineirinho não foi tão bem quanto Medina. Ele anotou 10,77, insuficiente para superar o australiano Stuart Kennedy, com 12,00. O norte-americano Conner Coffin foi ainda pior, com 6,33.

Com a derrota, o campeão mundial de 2015 precisou passar pela repescagem. Na disputa, superou o australiano Josh Kerr por 15,97 a 13,00. Os adversários de Mineirinho e de Medina na terceira fase ainda não foram definidos.

Outros sete surfistas do Brasil caíram na água nesta quinta. Além de Medina, somente Ian Gouveia conquistou a vaga direta na terceira fase. Na sua bateria, ele superou até o experiente australiano Mick Fanning, por 15,57 a 15,27. O português Frederico Morais obteve 12,16. Gouveia luta para se recuperar na temporada e garantir seu lugar na primeira divisão do surfe mundial em 2018.

Já os demais precisaram passar pela repescagem. Com 12,50, Wiggolly Dantas foi superado pelo australiano Matt Wilkinson, com 13,77. Josh Kerr anotou 10,76 na mesma bateria válida pela primeira fase. Já Caio Ibelli foi derrotado por pouco pelo australiano Ethan Ewing, por 15,57 a 15,33. O também australiano Julian Wilson completou a disputa, com 9,13.

Italo Ferreira, por sua vez, foi batido por pouco pelo atual campeão mundial, o havaiano John John Florence por 15,67 a 15,60. O havaiano Keanu Asing completou a bateria, com 5,10. Em sua disputa, Jadson Andre marcou 10,74, contra 12,74 do havaiano Sebastian Zietz – o australiano Connor O’Leary obteve 10,57 no mesmo confronto.

Outra bateria reuniu dois brasileiros. E Filipe Toledo bateu Miguel Pupo por 11,43 a 9,14. Porém, caiu diante do francês Joan Duru por 18,00.

Na repescagem, valendo vaga na terceira fase, os dois brasileiros voltaram a se enfrentar. Desta vez, Pupo foi melhor e bateu Filipinho por 12,27 a 8,50. Jadson André também foi eliminado na repescagem, ao ser derrotado pelo norte-americano Kolohe Andino por 13,50 a 12,60.

Os demais duelos envolvendo brasileiros na disputa que vale vaga na 3ª fase foram adiados. A próxima chamada está prevista para as 3 horas (horário de Brasília) desta sexta.