Mundo

Médicos cubanos chegam à Itália para combater coronavírus


MILÃO, 22 MAR (ANSA) – Um grupo de mais de 50 operadores sanitários cubanos chegou neste domingo (22) em Milão, no norte da Itália, para ajudar o país no combate à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).   

A comitiva viajou de Havana ao Aeroporto de Malpensa em um voo organizado pela Alitalia e inclui 37 médicos e 15 enfermeiros. O grupo trabalhará no hospital de campanha de Crema, na região da Lombardia, atual epicentro da pandemia.   

“Será uma ajuda preciosíssima para o hospital de campanha, que está quase pronto”, disse a prefeita de Crema, Stefania Bonaldi.   

A inauguração está prevista para a próxima terça-feira (24).   

“Vamos acolhê-los de braços abertos – mas, por enquanto, apenas metaforicamente”, acrescentou.   

Antes de embarcar para a Itália, os médicos e enfermeiros cubanos participaram de uma cerimônia em Havana e foram aplaudidos por passageiros no aeroporto da capital. O país europeu é o mais atingido pela pandemia de coronavírus, com 59 mil casos e quase 5,5 mil mortes.   

Já Cuba tem 21 contágios e um óbito, de um cidadão italiano.   

(ANSA)

Veja também
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago