Esportes

Médico é condenado a 1 ano de prisão por morte de Astori


FLORENÇA, 3 MAI (ANSA) – O médico Giorgio Galanti foi condenado nesta segunda-feira (3) a um ano de prisão pela morte do ex-jogador Davide Astori, capitão da Fiorentina que faleceu em 4 de março de 2018, vítima de uma parada cardíaca.   

A sentença foi imposta pelo Juiz de Audiências Preliminares (GUP, na sigla em italiano), Antonio Pezzuti, após um julgamento com “rito abreviado”, ou seja, quando o réu dispensa a apresentação de testemunhas de defesa para garantir uma redução da pena.   

O ex-diretor do centro de medicina esportiva do hospital de Careggi teve sua pena suspensa, mas também foi condenado a pagar pouco mais de um milhão de euros de indenização para a família de Astori.   

Galanti foi o último médico a assinar o certificado de aprovação para o ex-defensor conseguir jogar, datado do dia 10 de julho de 2017.   

Astori foi encontrado morto antes de uma partida contra a Udinese, no quarto do hotel em que estava hospedado, em 4 de março de 2018. O falecimento do jogador foi provocado por uma parada cardiorrespiratória.   

O atleta atuou pelas categorias de base do Milan. Como profissional, o zagueiro teve passagens pelo Pizzighettone, Cremonese, Cagliari, Roma e Fiorentina. Já com a seleção italiana, Astori disputou 14 jogos e anotou um gol. (ANSA).   

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago