Esportes

Médico do Caxias pede demissão após ser afastado dos jogos por cobrar vacinação do técnico do time

Crédito:  Luiz Erbes_S.E.R. Caxias

Após polêmica com Rafael Jacques, técnico do Caxias, o médico do clube, Rafael Lessa, decidiu pedir demissão do cargo. O profissional da saúde emitiu uma nota divulgada à imprensa, nesta quinta-feira (23), na qual afirma ter sido impedido de trabalhar nos jogos após cobrar o treinador da equipe sobre a vacinação contra a Covid-19 (leia a nota na íntegra abaixo).

Segundo o médico, a proibição de trabalhar nas partidas do Caxias foi uma solicitação de Jacques e pelo dirigente do clube Ademir Bertoglio. O pedido teria sido aceito pelo presidente do clube, Paulo César Santos. Já o clube rebate as afirmações de Rafael e diz que o afastamento ocorreu por conta de publicação do médico nas redes sociais cobrando o técnico do clube gaúcho pela imunização contra o novo coronavírus.

“Fui comunicado pelo presidente e pelo vice presidente do Departamento Médico da S.E.R. Caxias, que foi exigido pelo gerente de futebol e pelo técnico, Rafael Jacques, que eu não realizasse mais jogos pelo clube. Na verdade, nas palavras do Paulo César, a quem nutro respeito, carinho e amizade, foi dito: “Eles me chamaram no quarto do hotel, viram sua postagem com a cobrança e disseram que não querem mais que você faça os jogos”, relatou o médico.

Vale ressaltar que o treinador, de 46 anos, contraiu à Covid-19 em agosto deste ano e precisou ficar internado por cinco dias na capital gaúcha por conta da doença. Foi neste período que a imprensa local divulgou que Jacques não havia tomado a vacina.

Outro ponto de embate entre médico e técnico aconteceu após Lessa pedir pela extensão do tempo de isolamento do técnico.

“A determinação, com base no documento e no perfil de sua internação, de que o treinador deveria ampliar o isolamento até completar 20 dias foi recebida como uma afronta ou um desejo de prejudicar a equipe”, revelou Rafael.

“Eu, Rafael Lessa, não tenho qualquer dúvida sobre a efetividade das vacinas para a proteção pessoal e da sociedade. Também posso afirmar que o departamento com quem trabalho possui o mesmo pensamento, independente da nossa ideologia política e partidária”, disse Lessa no comunicado.

Divulgação/Caxias

Há poucos dias, Jacques disse ao ser questionado pelo repórter Pedro Petruci, da Rádio Gaúcha Serra e jornal Pioneiro, no último dia 18 de setembro, ter tomado a vacina contra a Covid-19.

Leia a nota do Caxias na íntegra:

A S.E.R. Caxias esclarece que:

1º) O Departamento Médico da S.E.R. Caxias é comandado pelo Vice-Presidente Médico Dr. Aloir Neri de Oliveira;

2º) A não continuidade do Dr. Rafael Lessa Costa é uma decisão pessoal dele;

3º) A gestão do Departamento Médico da S.E.R. Caxias, comandada pelo Dr. Aloir Oliveira, tem ao longo de anos prestado inestimáveis serviços à S.E.R. Caxias, portanto, tem todo o respaldo da Direção na condução do Departamento Médico, seja em decisões clínicas, seja em decisões administrativas.

4º) As decisões tomadas pela S.E.R. Caxias sempre são priorizando os maiores e mais sagrados interesses da Instituição, acima de qualquer outro interesse de cunho pessoal, de quem quer que seja.



Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio