Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Leonardo Mateus Janeri Barbosa, médico recém-graduado de 24 anos, morreu nessa sexta-feira (6), em Curitiba. Ele estava no Hospital Evangélico após ter ferimentos causados por queimaduras provocadas pelas chamas de uma lareira em um bar, no Centro do Paraná. Não resistiu, e morreu. As informações foram divulgadas pelo UOL.

O rapaz teve 70% do corpo atingido pelo fogo enquanto uma funcionária do estabelecimento acendia a lareira. O caso ocorreu na última quarta-feira (4) e está sendo investigado pela Polícia Civil.

Ainda segundo o UOL, Leonardo morreu manos de um mês após conseguir o diploma de medicina, na Faculdade Evangélica Mackenzie. Ele atuava em plantões em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com a DHPP (Delegacia de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa), o combustível usado pela funcionária para acender a lareira acidentalmente derramou em cima de Leonardo, que estava no local com outros seis amigos. A versão foi confirmada pela família da vítima.

“Tinham aqueles recipientes com fogo em cima da mesa e eles foram colocar o refil de álcool com um galão de cinco litros. Daí esbarraram, tropeçaram, sei lá o quê. Foi boa parte nele. Entendo que não foi intencional, mas eles têm que ser responsabilizados. Quem que joga álcool em fogo de um galão de cinco litros, cara?”, questiona Guilherme Janeri, irmão gêmeo de Leonardo, em contato com o UOL.

Em nota nas redes sociais, o bar informou “lamentar profundamente o falecimento de Leonardo Mateus Janeri Barbosa”. “Estamos à disposição das autoridades para as investigações e outras medidas necessárias e, neste momento de dor, nos solidarizamos e expressamos nossas sinceras condolências à família e aos amigos”, diz a nota.