Por Luiza Melo, da Coluna Esplanada

Retomar obras de educação paradas, sobretudo creches, é uma promessa do presidente Lula da Silva desde o início do Governo. Mas a realidade é outra. Atualmente, o MEC possui mais de 3 mil obras de educação básica paralisadas.

O Ministério possui um programa lançado em novembro do ano passado, em colaboração com o FNDE, para recomeçar as atividades, com investimento de R$ 3,8 bilhões. À Coluna, a pasta posiciona que a paralisação deve-se a uma série de fatores, inclusive irregularidades na gestão anterior.

O órgão assegura que possui os recursos financeiros e o planejamento necessário para a conclusão das obras. A expectativa é concluir as reformas e ampliações com um prazo de 24 meses, podendo ser prorrogado por mais 24 meses.