Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Os apresentadores Mari Palma e Phelipe Siani, da CNN Brasil, voltaram ao trabalho nesta segunda-feira. Eles passaram 14 dias em isolamento, após Mari ser diagnosticada com Covid-19 em março. A jornalista aproveitou o retorno à emissora para contar sobre como foi o período de quarentena e os sintomas que teve.

“Muito esquisito. Não sentia cheiro e nem gosto de nada. Fiquei muito assustada, sabe? Realmente, não sabia o que ia acontecer nos primeiros dias. Tive uns outros sintomas leves, uma febrinha, tosse. Fiquei indisposta. A gente teve então que ficar isolado”, explicou.

“Eu fui cheirar um desodorante e não sentia cheiro de nada. Aí comecei a perceber que não estava sentindo gosto mais.”

Segundo a apresentadora, conforme foi melhorando, ela começou a fazer atividade que antes não tinha muito tempo, como conversar mais com os amigos, com a família, ouvir música e até dançar em casa.

“Isso me fez pensar tudo o que estava deixando para depois. Quando tudo voltar ao normal, que a gente dance mais na sala, conviva mais com quem a gente ama, com nossos amigos, parentes, que a gente se abrace mais, se ame mais”, ressaltou.

Mari Palma também agradeceu ao namorado Phelipe Siani que esteve com ela durante o período de isolamento. “Graças a Deus, tive o Phelipe do lado, me colocando para cima, fazendo de tudo para eu conseguir me recuperar. Fico feliz que a gente não brigou. A gente sabe que a convivência é muito difícil e a gente passou muito bem”, afirmou.