Esportes

Mayra Aguiar e Marcelo Melo são premiados como atletas do ano pelo COB

A judoca Mayra Aguiar e o tenista Marcelo Melo foram os grandes vencedores do Prêmio Brasil Olímpico, realizado nesta quarta-feira na Cidade das Artes, no Rio. O evento promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) consagrou ambos com o troféu de “Melhor Atleta do Ano”. É a primeira vez de ambos como ganhadores do mais importante prêmio esportivo nacional.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

No ano passado, Mayra Aguiar teve uma temporada espetacular e conquistou o título mundial nos tatames na categoria até 78kg, ao vencer a japonesa Mami Umeki na final em Budapeste. O bicampeonato mundial credenciou a judoca para a premiação, na qual ela superou Ana Marcela Cunha (maratona aquática) e Ana Sátila (canoagem slalom).

“Estou muito feliz em receber esse prêmio. Muita gente não sabe, mas 2017 começou conturbado, fiz minha quinta cirurgia, desta vez no ombro, mas o judô me ensinou a cair. Queria agradecer aos médicos e fisioterapeutas, que fizeram de tudo para me remendar e me colocar de volta no tatame. O ano acabou maravilhosamente bem, conquistei meu segundo título mundial. Vale a pena cair e levantar”, afirmou Mayra.

Marcelo Melo, por sua vez, concorreu com Caio Bonfim, da marcha atlética, e a dupla do vôlei de praia Evandro e André. Ele foi coroado na premiação pela ótima temporada, que incluiu o título de duplas em Wimbledon e de três eventos Masters 1000, em Paris, Miami e Madri. Ele também lidera o ranking mundial nas duplas desde novembro de 2017.

“Aprendi a jogar tênis por causa dos meus país e queria agradecer à minha família. Eu fico feliz com o prêmio, ano passado foi especial, ganhei Wimbledon, que é o torneio mais sagrado do tênis. A gente tem muito orgulho de representar nosso País no esporte”, disse o tenista, que chorou ao final do discurso.

No total, 51 atletas foram premiados nesta 19ª edição do prêmio, cada um em sua modalidade olímpica, e a escolha dos melhores foi feita por um júri especializado, formado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte. Já Lars Grael foi homenageado com o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, dado para grandes nomes do esporte. Como velejador, ele conquistou o bronze nos Jogos de Seul, em 1988, e de Atlanta, em 1996.

Quem também fez sucesso no evento foi o técnico José Roberto Guimarães, da seleção feminina de vôlei e do Hinode Barueri. Ele ganhou pela quarta vez o troféu de “Melhor Técnico do Ano”. Nas modalidades individuais, foram premiados dois profissionais que ajudaram a lapidar o talento de Mayra Aguiar: Mario Tsutsui, da Confederação Brasileira de Judô, e Antonio Carlos Pereira, o Kiko, da Sogipa. Caio Bonfim, do atletismo, ganhou também a votação popular de “Atleta da Torcida”.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Peugeot apresenta sua primeira moto feita em parceria com a Mahindra

+ A Fazenda 12: Jojo Todynho causa e pede óleo ungido a Edir Macedo

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea