Cultura

Mausoléu de Augusto tem ingressos esgotados até fim de junho


ROMA, 2 MAR (ANSA) – Apenas 24 horas após a reabertura do Mausoléu de Augusto, os ingressos para visitar o maior sepulcro circular do mundo se esgotaram até 30 de junho, informou o Campidoglio, sede da prefeitura de Roma, nesta terça-feira (2).   

Considerado um dos símbolos da magnitude do Império Romano, o monumento foi reaberto ontem após cerca de 14 anos de reforma.   

A prefeita da “cidade eterna”, Virginia Raggi, participou da inauguração junto com Salvatore Rossi, presidente da fundação TIM, que apoiou a restauração.   

Ontem(1°), as visitas até 21 de abril, data em que Roma celebra sua fundação, já estavam esgotadas. No entanto, Raggi informou que o agendamento para o período entre 22 de abril e 30 de junho estava aberto no site do mausoléu, mas em menos de 24 horas todas as entradas se esgotaram.   

O Mausoléu de Augusto, construído em 28 a.C. próximo ao rio Tibre, passou por uma reforma e ganhou novas tecnologias para entreter os visitantes e contar a história do local. O sepulcro está funcionando com controle de acessos para garantir o cumprimento das normas sanitárias para evitar a propagação do novo coronavírus Sars-CoV-2. (ANSA)


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS