Esportes

Mauro Naves teme efeito ‘bola de neve’ caso Palmeiras x Flamengo não seja adiado

Jornalista ainda citou um possível sentimento de vingança contra o clube carioca

Mauro Naves teme efeito ‘bola de neve’ caso Palmeiras x Flamengo não seja adiado

no domingo (Foto: Reprodução/Fox)

Com 27 casos confirmados, o Flamengo pede o adiamento de sua partida contra o Palmeiras, no próximo domingo, para evitar uma maior contaminação. A CBF negou, o Palmeiras quer jogo e o STJD analisa o caso.

Em sua participação no “Expediente Futebol” desta quinta-feira, o jornalista Mauro Naves falou sobre a possível realização da partida. O comentarista teme um efeito ‘bola de neve’, já que os atletas do Palmeiras podem se contaminar e contaminar outros nos jogos seguintes.

– O problema é o seguinte: qual a chance do grupo do Flamengo ir a São Paulo e contaminar os jogadores do Palmeiras? Aí viraria uma bola de neve, porque o Palmeiras faz outro jogo… – afirmou.

Entretanto, Mauro Naves pontuou um argumento sobre um possível sentimento de vingança contra o Flamengo, que foi um dos primeiros clubes a pedirem o retorno do futebol durante a pandemia do Covid-19.

– Isso tem que ser levado em conta, a saúde de todo mundo, e não assim: ‘Vamos nos vingar do Flamengo. Você forçou a barra e agora vai pagar’. Pagar o quê? Perder três pontos? – concluiu.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar