Esportes

Mattek-Sands e Lucie Safarova conquistam título nas duplas femininas do US Open

Após um hiato causado por lesões, a parceria formada pela norte-americana Bethanie Mattek-Sands e a checa Lucie Safarova conquistou neste domingo o título das duplas femininas no US Open, em Nova York, ao vencer as francesas Caroline Garcia e Kristina Mlaenovic por 2 sets a 1 – com parciais de 2/6, 7/6 (7/5) e 6/4.

O título valeu a premiação de 625 mil dólares (aproximadamente R$ 2 milhões) à dupla. No jogo, as vencedoras tiveram muita dificuldade e conseguiram reagir de maneira surpreendente. Após vencer com certa facilidade o primeiro set, as francesas sacaram para a vitória quando o placar marcava 5/4 no segundo. No entanto, a norte-americana e a checa buscaram forças, levaram a parcial ao tie-break e conseguiram empatar o jogo.

Já a terceira parcial contou com uma quebra de serviço logo no primeiro game, que garantiu às campeãs a tranquilidade para confirmar todos os serviços e sair com a vitória após duas horas e nove minutos.

Este foi o terceiro título de Grand Slam da dupla, que em 2015 já havia se sagrado campeã do Aberto da Austrália e de Roland Garros. Bethanie Mattek-Sands, medalhista de ouro nos Jogos do Rio-2016 nas duplas mistas, chegou ao 20.º título de duplas na carreira. Já Lucie Safarova tem uma carreira consistente nas competições individuais, com um vice em Roland Garros no ano passado.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel