Esportes

Marinho festeja no Equador mais um gol: ‘Como oportunista, estava no lugar certo’

O atacante Marinho transborda alegria com a boa fase que atravessa na equipe do Santos. Autor do primeiro gol na vitória, por 2 a 1, sobre o Delfín, em Manta, no Equador, o jogador foi mais uma vez o melhor em campo e fez questão de elogiar o trabalho de toda a equipe.

“É uma família incrível, um grupo fantástico. Glória a Deus pela grande partida. Feliz por tudo”, disse Marinho, ainda no gramado do Estádio Jocay, em entrevista para a Conmebol, após a terceira vitória santista em quatro jogos disputados no Grupo G da Copa Libertadores.

Marinho destacou o trabalho do venezuelano Soteldo no gol de abertura do placar, aos 17 minutos do primeiro tempo. “Grande jogada do Soteldo. Eu, como oportunista, estava no lugar certo e pude fazer o gol”, disse o camisa 11, que quase fez um golaço no segundo tempo.

O atacante tentou manter a serenidade, mesmo com a grande possibilidade de o time já garantir diante do Olimpia, semana que vem, em Assunção, a vaga nas oitavas de final da principal competição sul-americana. “Agora teremos mais um jogo difícil. Temos que desfrutar esta vitória de hoje e pensar jogo a jogo”, completou Marinho.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Telefone de jornalista argentino roubado ao vivo em Buenos Aires

+ Márcia Bonde divulga vídeo e deixa fãs sem fôlego

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar