Geral

Marido estrangulou arquiteta até a morte; Justiça converte prisão em preventiva

Crédito: Reprodução/ TV GLobo

Um relatório da Delegacia de Homicídios (DH) encaminhado à Justiça aponta que Gilton Santos Pinto asfixiou a arquiteta Thayane Nunes da Silva Santos, de 28 anos, com as próprias mãos. O crime ocorreu no último dia 2, no apartamento da vítima, no Rio de Janeiro. As informações são do jornal O Globo.

Gilson foi preso em Angra dos Reis, após fugir do local do crime e se envolver em um acidente de carro na BR-101. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva pelo juiz Pedro Ivo Martins Caruso D’Ippolito, da Central de Audiência de Custódia.

“Diante das declarações das testemunhas, informações presentes no presente procedimento, e peça técnica, verifica-se que houve uma discussão entre as partes, e Gilton a asfixiou, esganando a mesma, com contrição de seu pescoço com as próprias mãos, vindo esta a óbito, indicando a nítida intenção de matar sua companheira Thayane”, escreveu o juiz na decisão.

Segundo o magistrado, não há evidências de que o crime teria sido cometido em legítima defesa. “A vítima não estava na posse de nenhum objeto que pudesse lesionar o autor. Assim, verifica-se que o autor agiu com o intuito de matar a vítima, e não para defender-se de uma injusta agressão.”

Conforme os policiais que atenderam a ocorrência no apartamento de Thayane, após o crime, Gilton saiu dizendo que mataria um homem que ele afirmava que seria amante da mulher.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

De acordo com a investigação, o homem seria um PM lotado no 33º BPM (Angra dos Reis).  Por isso, o agressor estava a caminho da Costa Verde no momento do acidente. Após a batida, Gilton foi internado no Hospital Geral da Japuíba sob custódia.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?