ISTOÉ Gente

Mariana Godoy explica atraso em estreia de programa na Band: ‘deu tranquilidade’

Crédito: Divulgação

O programa de Mariana Godoy na Band, ainda sem nome (será definido pelo público), deve estrear em breve, com direção de Zeca Camargo, após um adiamento de última hora na data prevista originalmente.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

A apresentadora conversou com o Estadão nesta quinta-feira, 6, sobre suas expectativas diante da atração, os motivos do atraso, a possível presença de participantes do MasterChef e outros convidados ao longo dos programas, a interação com o público, possibilidade de outros trabalhos no Grupo Bandeirantes e a convivência com Zeca. Confira abaixo.

Estreia adiada

Mariana explica que o adiamento do programa foi feito por questões de operação e pequenas mudanças no cenário.

“Achei ótimo porque nos deu um pouquinho mais de tranquilidade. Agora já sou velha conhecida da poltrona, da cadeira, das pessoas, já sei o nome de todos os cinegrafistas, os técnicos”, comenta, vendo o lado bom da mudança.

Sobre a data oficial, ressalta que vai deixar “a Band anunciar” oficialmente, mas se diz a postos: “Nossa equipe toda está trabalhando com a data de estreia para a próxima segunda-feira, dia 10 de agosto.”

Presença do MasterChef

O programa de Mariana Godoy terá um cozinheiro fixo para a parte culinária, Dalton Rangel. “Acho que vou engordar”, brinca a apresentadora, que também vê com bons olhos a possibilidade de receber participantes do MasterChef Brasil nas manhãs da Band.

“Adoraria receber convidados que participaram do programa. até porque, como no atual formato eles fazem um programa só, tem algumas pessoas que a gente gostaria de ver mais vezes” , conta.

“Se o público quiser mais, pedir, a gente pode fazer um ‘cross[over]’, não só com o MasterChef, mas com todos os programas da casa, não precisa ser reality. Posso convidar a Renata Fan, do Jogo Aberto, o Datena, do jornalismo. São duas horas de programa”, prossegue.

Interatividade

Sobre o destaque à interatividade e os pedidos para o público enviar vídeos, sugestões e participar do programa, a apresentadora ressalta que isso se dará de forma complementar ao programa.

“Ainda não ficou claro que é um respeito ao telespectador, não é um ‘venha cá fazer nosso trabalho no nosso lugar’. É querer ouvir a voz dele, dar espaço para ele se expressar, se mostrar, opinar e sugerir.”

“Eu tenho à minha disposição todos os jornalistas da Band e os melhores nomes de especialistas para falar dos assuntos. Se o telespectador quiser participar pra mandar um vídeo também com a opinião dele, no nosso programa ele sabe que vai ser valorizado”, diz.

Em seguida, complementa: “[ele] vai pro ar ao lado do especialista de economia, de política, de saúde. A opinião dele também será levada em consideração. Acho que vai se sentir prestigiado e parte integrante de um programa que está sendo feito para ele.”

Zeca Camargo

“Na Globo, eu era repórter do Fantástico quando o Zeca centrou. Quando ele entrou no Fantástico, foi logo para o Rio, eu fazia São Paulo. Depois eu fui para o jornalismo. Convivi pouco com ele na Globo, mas conheço há 30 anos, adoro, gosto da linha de trabalho, da criatividade. Ele é ‘ligado no 220’ – ou no ‘440’ [risos]”, conta Mariana Godoy sobre sua relação com o diretor Zeca Camargo.

Sobre a convivência, afirma: “Está sendo uma delícia trabalhar com ele. É muito gostoso trabalhar com quem tem boas ideias e coloca elas em prática, para funcionar, põe a mão na massa, ajuda a fazer, colabora com a equipe.”

Convidados

Além do elenco da Band, a apresentadora, que teve experiência nas mais diversas emissoras ao longo de sua carreira, afirma que não espera encontrar dificuldades para trazer bons convidados ou especialistas em seu novo programa.

“Eu estou na Band agora. Já passei pela Gazeta, pela TV Manchete, pelo SBT, pela Globo, Globo News e RedeTV! e nunca tive uma resposta negativa ou dificuldade para convidar quem quer que fosse. Em nenhuma casa, nem nas pequenas, nem nas maiores”, relata.

“Pelo contrário, eu entrevistei presidentes, ministros, Bibi Ferreira, Miele, Angela Maria, os maiores nomes da arte. Só o papa, não consegui falar com o papa!”, continua.

Outros programas

Mariana Godoy não pretende se limitar a participar apenas de seu programa matutino. Segundo a jornalista, há possibilidade de transitar inclusive em outros ambientes do grupo.

“Estreando esse programa eu já vou procurar entrar [em outros]. A Band é muito grande e muito generosa com os espaços. Oferece inúmeras possibilidades. Eu gosto de trabalhar, de fazer coisas diferentes e vou querer, sim, conhecer melhor toda a estrutura da rádio e da Band News”, destaca.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea